Anuncie aqui   

  Segunda-feira, 22 de abril de 2019 - 7h36

 Webmail   Senha     
    Home  
    SERVIÇOS  
    Agenda  
    Cadastre seu currículo  
    Classificados  
    Contribuições  
    Cursos  
    Eventos  
    Façonistas  
    Notícias  
    Produtos da região  
    Webmail  
    Outros serviços  
    INSTITUCIONAL  
    Ações  
    Associe-se  
    Anuncie aqui  
    Clipping  
    Fale conosco  
    Galeria de fotos  
    Imprensa  
    Parceiros  
    Sinditec  
     
 
Sinditec On-line
  Nome
 
  E-mail
 

não quer mais
receber? clique aqui

 
     
 
Sinditec Online
 
Sinditec participou de reunião na Abit
 
29/01/2015
 

Em busca de novos rumos para os setores têxtil e confecção:
Ede Villanassi, Rafale Cervone e Romeu Covolan
ustify;">Na última quinta-feira, 22/01, o diretor do Sinditec, Ede Ap. Villanassi esteve na capital paulista e participou da Reunião Anual do Conselho de Administração da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção – ABIT.

 

Segundo Rafael Cervone Neto, presidente da Abit, a reunião explanou assuntos pertinentes ao setor têxtil e confecção além da apresentação do balanço desses setores do ano de 2014.

Terminada a pauta da reunião, Rafael Cervone comentou que a indústria só verá retomada de crescimento no ano que vem, ou seja, em 2016.

O diretor do Sinditec, Ede Villanassi, concordou que o aumento da produtividade esperado para o setor têxtil provavelmente não acontecerá em 2015, esse ano será mais um ano estagnado para as produções e possivelmente mais demissões. “A Abit apresentou números e dados estatísticos relevantes dos setores têxtil e confecção. Constatamos que não haverá grande transformação no cenário atual, ou seja, o empresário terá de buscar estratégias e novos negócios contra a importação desenfreada, alta carga tributária, custo Brasil elevadíssimo além de problemas enfrentados com a mão-de-obra”, declarou Villanassi.

“Analisando e conferindo o balanço apresentado da Abit com o que está acontecendo na indústria nacional; temos ciência que medidas mais que emergenciais são necessárias e vamos continuar na defesa do nosso setor buscando as mais diversas alternativas sejam elas nas esferas, municipais, estaduais e federais, não vamos parar, darmos por vencidos por essa concorrência”, comentou Dilézio.



Em busca de novos rumos para os setores têxtil e confecção:
Ede Villanassi, Rafael Cervone e Romeu Covolan

 

 
 

Voltar

 
       
   

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE TECELAGEM, FIAÇÃO, LINHAS, TINTURARIA, ESTAMPARIA E BENEFICIAMENTO DE FIOS E TECIDOS DE AMERICANA, NOVA ODESSA, SANTA BÁRBARA D’OESTE E SUMARÉ
Avenida Rafael Vitta, 1.073 | São Domingos | Americana - SP | CEP 13465-436
Fones: (19) 3407-1050 | 3405-8996 | 3406-8161 | E-mail:
sinditec@sinditec.com.br

© 2009/2019 Sinditec - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por
Net Exata